PROYECTO CAPITAL GUATEMALA - Fundación Capital
20301
page-template-default,page,page-id-20301,page-child,parent-pageid-20148,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-13.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

PROYECTO CAPITAL GUATEMALA

Na Guatemala, trabalhamos com o Ministério do Desenvolvimento Social (MIDES), a agência responsável pela institucionalização da proteção social e estabelecimento do pagamento do programa de transferência condicionada de renda “Mi Bono Seguro”, na abertura de contas poupança para 765.000 usuários.

Colaboramos com o governo em uma série de estudos e diagnósticos sobre inclusão financeira no país e reunimos as preferências e necessidades dos participantes do programa de TCRs. As conclusões desses documentos serviram para estimular a concepção de um modelo de educação financeira chamado “Cinco pláticas para una vida mejor” (Cinco Conversas para uma Vida Melhor), validado por meio de um piloto de campo em que mais de 1.400 mulheres participaram.

 

Datas importantes:

  • Agosto de 2012: diagnóstico e definição do perfil do país.
  • Novembro de 2012: evento de troca de conhecimentos entre os governos da Guatemala e da Colômbia, e assinatura do acordo de cooperação.
  • De abril a agosto de 2013: avaliação qualitativa de necessidades: etnografias em residências em 24 diferentes municípios.
  • Setembro de 2013: estudo econômico experimental.
  • De julho a dezembro de 2014: implementação do programa de educação financeira “Five talks for a better life” (Cinco Conversas para uma Vida Melhor).
  • Novembro de 2014: abertura de um correspondente bancário no município de Villa Nueva.

 

Objetivos:

Inclusão financeira de participantes de Programas Sociais que efetuem Transferências Condicionadas de Renda.

 

Metodologia:

  • Ensino presencial ministrado por “mães guias” ou líderes comunitárias.
  • Aprendizagem por pares.
  • Alinhamento institucional: disseminação de informações coerentes por diferentes atores institucionais.
  • Defesas das microfinanças junto a cooperativas e o setor bancário para conscientizar sobre questões de inclusão financeira.

 

Resultados:

  • 70% dos participantes dos projetos abriram contas poupança e começaram a usá-las.
  • 600 mulheres líderes foram treinadas.
  • Acompanhamento até o primeiro estágio das atividades bancárias dos receptores de Mi Bono Seguro.
  • Concepção, testes e implementação de uma estratégia de educação financeira chamada “Five Talks for a Better Life” (Cinco Conversas para uma Vida Melhor), usando aprendizagem por pares e abordagem diferenciada para comunidades indígenas, impactando diretamente 1.408 participantes.

 

Parceiros-Chave: Ministerio de Desarrollo Social (MIDES), Fundación Cimientos.

 

Projetos relacionados: Proyecto Capital